Home » Mundo » Brasil

Desperdício de alimentos no Brasil

O Brasil é um dos países líderes na produção de alimentos no mundo, como também é um dos campeões em desperdício de comida.

1/3 de tudo

É difícil imaginar, mas num país que produz mais alimentos que o necessário para toda sua população, ainda tenha gente passando fome.

Além de políticas que estimulam o escoamento da produção para o mercado externo, há muito desperdício de alimentos em todas as etapas da produção, desde o plantio até o consumo.

Em um misto de conduta governamental equivocada e hábitos que, infelizmente, geram este grande desperdício de alimentos, os mais necessitados são obrigados a vasculhar os “fins de feira” atrás de restos para satisfazer a mais básica das necessidades humanas.

pegando restos da feira

O desperdício de qualquer coisa pode parecer absurdo, mas quando se trata de alimentos, desperdiçar é inadmissível. Veja como isso acontece no Brasil e no mundo.

Os dados do desperdício de alimentos no Brasil

O Brasil é um dos campeões mundiais em desperdício de alimentos. As perdas sobre o que é cultivado chegam a 64% e acontecem por toda a cadeia produtiva, sendo, segundo o Instituto Akatu:

20% na colheita; 8% no transporte e armazenamento; 15% na indústria de processamento; 1% no varejo; 20% no processamento culinário e hábitos alimentares.

Conforme mostram os dados, temos uma realidade bastante paradoxal em nosso país: não falta para comida para alimentar a todos e, no entanto, milhões passam fome.

desperdício de comida

Estudos da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) comprovam que são desperdiçados no Brasil o equivalente a 39 mil toneladas de alimentos por dia, o que serviria para três refeições diárias a 19 milhões de pessoas.

Quais as causas de desperdício de alimentos no Brasil

Pelo levantamento citado acima, vemos que a perda de alimentos tem sua maior parcela na colheita, processamento e consumo. Considerando que minimizar os dois primeiros itens é de interesse comercial dos envolvidos, pode-se projetar uma diminuição gradual nestes percentuais.

Já o último fator e, poderíamos dizer, o grande vilão do desperdício, o consumo, depende de uma profunda conscientização e radical mudança de hábitos das pessoas.

desperdicio

Em média, uma família brasileira joga fora 20% dos alimentos que compra, gerando uma perda de US$ 1 bilhão ao ano, que seria suficiente para alimentar outras 500 mil famílias. Ou seja, se estes valores fossem economizados, poderia haver mais dinheiro na poupança ou investido em outras necessidades destas famílias, mas o pior mesmo é saber que vai para o lixo o que tantos outros não têm.

Várias são as iniciativas possíveis para mudar este quadro. Em termos gerais, as pessoas precisam comprar e/ou preparar aquilo que realmente irão consumir.

Quantos restaurantes Self-service têm que cobrar multas daqueles que, como é dito popularmente, têm “os olhos maiores que a barriga” e enchem absurdamente seus pratos só porque vão pagar o mesmo valor do que se pegassem apenas o suficiente?

desperdiçando

Nas residências, quantas refeições são fartas até demais e, mesmo que bastem para mais de um almoço ou jantar, ainda acabam por gerar sobras e desperdícios? Além deste aspecto, existem inúmeras receitas cujos ingredientes são partes dos alimentos que normalmente são jogados no lixo, como talos, folhas e até cascas.

Basta bom senso e criatividade para diminuir sensivelmente estes índices e fazer diferença na vida de muitas pessoas.

O desperdício de alimentos no mundo

No mundo afora, o desperdício de alimentos causa prejuízos de mais de US$ 750 bilhões ao ano, segundo dados da ONU (Organização das Nações Unidas). Isto significa o equivalente a 1,3 bilhões de toneladas de comida estragada anualmente.

Ainda segundo estes estudos, 54% destas perdas ocorrem nas etapas iniciais da produção, entre colheita e armazenagem, e os demais 46% nos processos de preparo, distribuição e consumo dos alimentos.

jogando comida

Os desperdícios têm outras consequências, além de preciosa comida indo para o lixo: uma séria contribuição para a degradação do meio ambiente.

A comida que é desperdiçada no mundo corresponde por mais emissões de gases que causam o efeito estufa do que qualquer país, com exceção da China e dos Estados Unidos, segundo a ONU.

Some-se a isso o fato de que todos os recursos utilizados na produção de alimentos que viraram resíduos também foram desperdiçados, e veremos que necessitamos de cerca de 30% a mais de água, defensivos, energia e terreno do que se a perda não ocorresse.

desperdício de frutas

Tudo isto já seria grave o bastante, se pudéssemos esquecer o fato de que o crescimento populacional no mundo galopa a níveis alarmantes e demanda recursos naturais que se mostrarão insuficientes em poucas décadas, tornando ainda mais urgentes mudanças comportamentais a nível global para frear o desperdício. Por isso, ter consciência e evitar o desperdício é a melhor solução.

Assista ao vídeo abaixo e veja mais sobre o desperdício de comida no Brasil e no mundo.

Publicado por Rodrigo
Revisado em 27/09/2017

Compartilhar

Receba novidades

Comentar