Sociologia: cultura de massa

A cultura em massa afeta tudo o que consumimos, principalmente pela aceitação do coletivo através da cultura embasada na sociologia.


A cultura pode ser definida como o indivíduo se relaciona com o outro. Claramente, a razão e a experiência nos mostra que esse relacionamento varia de sociedade para sociedade, então, pode-se dizer da cultura dos índios guaranis, dos franceses, da sociedade do século XVII e tantas outras. Logo mais, vamos definir o que é cultura de massa, mas já antecipamos que esse nome está caindo em desuso pelo termo indústria cultural e discutiremos o motivo dessa mudança.

djgogjogj

Vale a pena ressaltar que a forma com que os filósofos e sociólogos definem cultura é um pouco diferente, enquanto os antropólogos falam em culturas, no plural, os filósofos falam em Cultura, no singular, isso acontece pelo fato de que um dos objetos de estudo da Filosofia são questões ligadas à Natureza (enquanto objetos universais regidos por uma lei natural, por exemplo, a Gravitação Universal dos Corpos).

hjmlyjççjmjmnk

Definição de cultura de massa

Nesse contexto, massa representa a grande maioria da população e é independente de gênero, classe social, etnia e entre outros. Assim, a cultura de massa é aquela difundida por veículos de comunicação em massa, tais como a TV.

Após a Segunda Guerra Mundial, Theodor W. Adorno e Max Horkheimer dois filósofos que se isolaram nos Estados Unidos, começaram a utilizar o termo Industria Cultural.

thnkitjhykty

Naquele momento era muito comum a produção em massa na indústria (produtos padronizados e produzidos em alta escala), por isso, juntou-se os termos Indústria Cultural, aquela que produz a cultura padronizada e para a maioria da população, que utiliza muito do senso comum, pois é “universal”.

Importância da cultura de massa

Se a cultura de massa é produzida por uma indústria cultura, é sensato pensar que aquilo que está nos veículos de comunicação é o que “vende”, mas e as outras culturas? Elas acabam ficando em detrimento, pois elas não “vendem”, não geram lucro. Muitas vezes, as pessoas que são menos esclarecidas acabam não questionando as imagens e estereótipos que são vendidos pela mídia, gerando o processo de alienação social.

Mas nem tudo é ruim nesse processo (como as tecnologias que são gerados nas guerras podem ser usadas para bem e para o mal).

jpojpç´kç

A sociedade é fruto de mudança histórica, econômica e política, sendo gerada e geradora da transformação, assim, os veículos de comunicação podem utilizar-se do seu poder de influência, tornando-se assim um instrumento informativo, para destruir certos estereótipos, e é por isso que ultimamente temos visto sendo discutido e falado sobre a questões que causam polêmica, embora, podemos perceber já que determinados assuntos têm ficado em terceiro plano, conclui-se que tem parado de “vender.”

hnjkhlmjlçhkjlhjkk

Além de estereótipos, vestimentas e padrões sociais, a indústria cultural, usa do seu poder de influência social para incutir na mente da sociedade ideias políticas, como vemos ocorrendo hoje.

ljolkghltkyhlkl

Independente de preferência política, vemos que um certo partido tem sido apresentado muito mais do que outro, o que acaba chamando atenção das pessoas para isso, como resultado, pudemos observar as manifestações que ocorreram nesse mês (Março de 2016), não há como não dizer que os veículos de comunicação não influenciaram nos fatos. Saiba mais sobre Sociologia e Indústria Cultural no vídeo a seguir:

Leia mais sobre Sociologia:




Relacionados com Sociologia: cultura de massa

Mais informações por email.

Comentar sobre Sociologia: cultura de massa